quinta-feira, agosto 31, 2006

Presente envenenado


Acabei de constatar que conheço quatro casais amigos nossos que também enfrentam neste momento esse grande monstro que é a infertilidade. Oito pessoas muito próximas de mim que sentem provavelmente a angústia de querer ter um filho e não conseguir. São todos jovens, na casa dos trinta, alguns mais novos, saudáveis, mas que não conseguiram ainda ter o tão desejado bebé!
O que se passa com a nossa sociedade dita europeia e civilizada? Será que estaremos a pagar um preço demasiado alto pelo progresso? Penso que só pode ser isso, a poluição, as nossas vidas cheias de stress, a nossa corrida contra o tempo que acabam por provocar estes problemas em conseguir conceber. Se não, que outra explicação para que tantas pessoas jovens tenham esta dificuldade? Será este um presente envenenado que recebemos da natureza? Como não a respeitamos como devíamos, ela vira-se contra nós? Será? Dá que pensar...

7 comentários:

susie disse...

Dá mesmo que pensar.
Cada vez à mais casais com dificuldades em conceber.
Será que o progresso é assim tão bom como pensamos!?

Beijinhos grandes
Susanafp

Norita disse...

Sim realmente dá para pensar.

Um beijinho grande e bom fim de semana

Cristy disse...

Amiga,
Cada vez são mais os casais,dá mesmo para pensar...
Beijinhos ferteis e bom fim e semana.
Cristy

Tiquinha disse...

tb já dei por mim a pensar muito sobre isso.... e tendo em conta o tamanho das listas de espera. è assustador!!
beijokas
tica

Anokax disse...

realmente..dá que pensar... será esse o preço? é que vou já devolver tudo :P
Jokitax

Ana disse...

Estou com saudades!

Beijocas ENORMES

Clara Sonhadora disse...

Do pouco que é desvendado, cada vez mais se nota que a malta demora muito tempo para conceber e, ao fim de um ano, lá vai tudo ser revisto, caso não aconteça naturalmente. Cada vez mais há casais que só engravidam mesmo nesse limiar, já no desespero de saber/entender o que está errado.
Aqueles "acidentes" de percurso já é um luxo acontecerem. Ainda há dias culpavam a pílula por esse facto, numa conversa informal que estávamos a ter. Se formos por estatísticas, será algo que acontece maioritariamente aos homens, sendo estes, em todo o caso, bem mais fáceis de diagnosticar, felizmente, porque dor e espera não se deseja a ninguém.
É assustadora a ideía... beijinhos