quinta-feira, novembro 20, 2008

Calma

Hoje já estou mais calma. Há alturas da nossa vida em que sentimos que o nosso saco já está de tal maneira cheio que rebenta. Foi o que me aconteceu. Irritei-me de tal maneira com o que uma pessoa, por sinal muito chegada, me disse, que não aguentei! Enfim, já passou, complicações todas temos e as minhas nem sequer chegam a ser complicações, nem problemas, são chatices... Como diz sabiamente a minha avó, no alto dos seus oitenta anos "Não há nada que não se resolva".
Continuo a ter muito trabalho na escola, mas ainda bem que assim é, porque assim estou distraída, não penso nos pequenos aborrecimentos que são "a minha pedra no sapato" - quem as não tem? De resto, está tudo em stand by - da adopção nada sei, embora também seja ainda um pouco precoce qualquer notícia. Vou ter de falar com a S.Social por causa da adopção internacional, mas até hoje nada. Claro, se sou eu a interessada, tenho de me mexer!
Bom fim-de-semana e tudo de bom! Obrigada pela força! :)

6 comentários:

Angel disse...

Há dias mto complicados querida, ou por uma coisa ou por outra :(...
Desejo que estejas bem e tenhas um optimo fim de semana.
Bjs!

*Anita* disse...

Nem me digas nada amiga. Ainda para mais acho que o meu "saco" é muito pequeno lol enche bem rapido... Nisso gostava de ser mais calma, mas perco a paciencia com facilidade :( Entao com injustiças, falsidades e hipocrisias... ui, aí acho que nem saco tenho eheh Pode ser que com a chegada da minha princesa, começe a dar importancia ás coisas mesmo importantes :) espero que sim, pois gostava de ser mais pacifia nesse aspecto lol Ainda bem que estas mais calma :)
Bjitos grandes meus e da pimpolha

Zaka disse...

Ah pois!
Nesta vida temos que lutar muito por tudo o que queremos!
E Anuska... se optares pela adopção em Cabo Verde, falo por experiência, vais ter que lutar muito, ter muita paciência e determinação para conseguires a tua criança!
Mas, olhando ali para o sofá e vendo a Kuka a brincar com uma caixa de lápis, sentada ao lado do pai, penso que tudo, tudo o que passei não foi nada, comparado com a felicidade que tal visão me proporciona!

Beijocas

Anna72 disse...

Gosto da máxima da tua avó! ;)

Por vezes é preciso dar uns murros na mesa. Obriga os outros a pensarem antes de falarem e desanuvia-nos o espírito.

Beijocas

Maganita disse...

Às vezes é mesmo preciso dar um "chega para lá", quer seja para recuperar um pouco do nosso espaço de acção quer seja porque a paciência se esgota. Não somos máquinas e se a pedra não sai, às vezes é preciso descalçar o sapato.

Obrigada pelo miminho! Apesar de não colocar visivel, fico contente por saber que gostas do meu estaminé!

Beijinhos

Susana Pina disse...

Ainda bem que resolves-te a situação.
Que essas "chatices" tenham acabado para sempre na tua vida, pois não te fazem falta nenhuma.
Beijocas e tudo de bom
Susana