quinta-feira, novembro 18, 2010

Vida

Construí na minha cabeça a tua imagem e era perfeita: os olhos grandes e pestanudos como os do teu pai e o sorriso aberto e luminoso como o meu. Dei-te um nome, não, dei-te vários nomes, caso fosses rapaz ou rapariga; imaginei o momento em que iria apresentar a tua fotografia a preto e branco aos teus familiares, até ensaiei a frase que ia dizer " este é o vosso neto"; vi-te crescer dentro da minha barriga, recriei os teus primeiros pontapés, tu a esticares os teus bracinhos e as tuas perninhas nesse pequeno e aconchegante espaço do meu útero. Depois pensei no teu nascimento, em quem estaria a meu lado para te receber - não o teu pai, pois era capaz de desmaiar... Imaginei como seria pegar-te ao colo e encostar-te ao meu calor e aspirar o teu odor doce de bebé. Imaginei tudo isto durante dois dias, quarenta e oito horas apenas, em que soube estar grávida de ti, meu filho, que nunca vou conhecer. Imaginei para ti, meu filho, uma vida perfeita e tu desististe de viver... Não há palavras para a minha dor.

7 comentários:

Susana Pina disse...

Lamento tanto, tanto...
Imagino como te estás a sentir, infelizmente.
Deixo-te um enorme bj cheio de força
Susana

Anónimo disse...

sao estes dissabores que tornam as coisas ainda mais especiais, nao desistas NUNCA deste teu objectivo e acredita que o teu momento especial esta guardado para ti, mais cedo ou mais tarde este teu sonho vai ser uma realidade feliz.
beijinhos e muita coragem

Ruby disse...

oh lamento muito.
Um grande beijinho cheio de força.

Inca disse...

lamento muito amiga.um beijinho e um abraço bem apertadinho

Isa disse...

:(
Fiquei muito triste com a notícia... mas não desistas! Logo o teu ninho estará pronto para receber novos ovinhos!
Um beijinho grande e um abraço apertadinho!

Maria Pereira disse...

Um beijinho muito grande e acredita que todos esses teus pensamentos se vão tornar realidade

Bjs

Angel disse...

Querida lamento mto mto mto.
Não desistas!!! Conseguiste um positivo, obviamente vais te outro!!! Vá força!