terça-feira, fevereiro 07, 2012

Amor incondicional

é o que sinto quando observo os meus filhos a brincar, a comer, a rir, a fazerem disparates próprios da idade ou simplesmente a dormir. Dou por mim a olhar para eles e a pensar em como estas crianças tiveram sorte e em como nós tivemos sorte de sermos escolhidos para seus pais. Passaram apenas três meses desde que vieram cá para casa, no entanto parece-me que eles fizeram sempre parte da nossa vida. No outro dia apeteceu-me chorar de felicidade quando alguém perguntou ao meu filho mais velho "Onde vais?" e ele respondeu "Vou para casa". É claro que ele não consegue perceber a importância destas palavras, é muito pequeno ainda, mas para mim foi um momento que me encheu de alegria, porque este menino nunca teve uma casa, ou melhor, um lar. E agora tem!
Ser mãe é um sem fim de emoções, embora nem todas sejam boas. A par deste amor incondicional que me enche o coração, de vez em quando surgem as dúvidas, os receios. Um dia vamos ter de lhes contar que não são nossos filhos biológicos e assusta-me imaginar a reação que terão. Será que irão compreender que o amor que lhes temos é igual ou maior ao que teríamos se tivessem nascido do meu ventre? Ensaio mentalmente a conversa, pois chegará um dia em que algum deles fará a pergunta: " Mamã, de onde vêm os bebés?" e à minha explicação seguir-se-á, com certeza outra pergunta " E eu também vim da tua barriga?"
Esse dia ainda vem longe e espero que tudo corra pelo melhor - não vale a pena sofrer por antecipação, pois não?
Beijinhos a todas e obrigada por continuarem a seguir a minha história :)

3 comentários:

Maria Pereira disse...

Imagino a emoção que sentes ao olhar para os teus filhos pois provavelmente é o mesmo que eu sinto qd olho para os meus... penso que como era possível ter vida antes deles, como de repente tudo passou a ser secundário a não ser eles... mas duvidas e incertezas todas nós temos, educar uma criança não é fácil e sem duvida que existem momentos menos bons, que diz que não de certeza que está a mentir... Tb penso mt vezes como o meu mais novo vai reagir qd souber q é adotado mas acredito que ele vá perceber q o mais importante é q nasceram no nosso coração

Um beijo e muitas felicidades

Catarina disse...

Miga que bom ter nooticias tuas. Não sei se te lembras de mim, tenho um novo cantinho mas o meu anterior era "diariodosmeusmomentos" :) A minha pequenina é a Ana Maria :) Fico muito feliz pelas novidades e claro que é cedo pensares nisso. É normal, mas as perguntas deverão vir mais tarde e qd vierem, concerteza estarás preparadissima para as respostas :) Beijo grande!!!

Micas disse...

:-)
Que bom é ler estas tuas palavras...sente-se a felicidade "reina" por aí. :)
O tempo vooooa...e aproveita cada minuto com os teus filhos. Quanto ao futuro...acho que tudo irá surgir naturalmente e eles irão perceber que o amor, carinho, compreensão e a FAMILIA que têm...é o mais importante de tudo.
Beijinhos