sexta-feira, fevereiro 06, 2009

Silent void


Como se estivesse à deriva no espaço, à minha volta tudo é escuro e sombrio. Há estrelas, mas pouco brilham e eu sinto-me como se estivesse a cair no vazio. Assim estou eu. Hoje e de há uns tempos para cá. E ninguém desconfia porque guardo tudo para mim. Até um dia em que a paciência acaba.

7 comentários:

Sónia e MI disse...

Assim vai custar mais.
Deixo-te um beijinho.

:) disse...

Duffy e The Killers, 18 de Junho ou de Julho, Estádio do Restelo :) Festival SuperBock Super Rock.
Vai ser muito bom!!!!

Quanto ao teu post... estende o braço a alguém que te possa ouvir... e ajudar. Não devemos - nem podemos - suportar o peso do mundo nas nossas costas, sob pena de as quebrarmos para sempre :(

Inca disse...

e olha que a paciência acaba sempre por acabar, por isso não carregues tudo nas tuas costas.bjs

Carla disse...

vamos reagir...
este é o passo a seguir... vais ver que sim
beijinho e cuida-te
Carla

Susana Pina disse...

amiguita, não gosto nada de te ver assim...
Desejo muito que superes esta fase menos boa e que voltes renovada.
Um grande bj cheio de força
susana

*Anita* disse...

Há momentos assim na nossa vida... Convem que seja o mais curto possivel... Não guardes para ti aquilo que um dia poderá sufocar... Desabafa com alguem que te ouça... que te entenda... Para mais depressa saires dessa escuridão... Força linda!
Bjitos grandes

Anna72 disse...

Por vezes deixar saír um bocadito o vapor da panela de pressão dá bons resultados ;)

Força!

Beijocas