quarta-feira, novembro 22, 2006

Ausência

Tenho andado muito ausente, é verdade. Sem tempo e sem paciência para escrever. Há alturas assim... As coisas não têm andado muito animadas para estes lados. O pai da minha cunhada está internado no hospital com uma doença em fase terminal. Já nada há a fazer. Ela, coitada, anda de rastos. E nós também estamos em baixo, apesar de não nos ser uma pessoa muito chegada, é uma vida ainda jovem que se vai perder para uma doença sem cura e sem misericórdia. É neste momentos que eu dou graças a Deus ou seja lá a quem for que toma conta de nós, agradeço o facto de ser saudável, pois sem saúde nada se faz.
Boa semana e desculpem toda esta energia negativa, que há-de passar.
Beijinhos! :)

3 comentários:

Anónimo disse...

Há situações que nos deixam abatidas e sem vontade para nada...
Beijinho grande

Maria Pereira disse...

A vida nem sempre nos sorri e não é fácil qd existe um problema de saude na familia (eu bem sei como é....)

Um beijinho grande e coragem

Maria Pereira

Cegonha disse...

Amiga, recentemente tb perdí a minha cunhada mais nova, vítima de cancro!

Foi um choque mto grande, é uma dor que não tem fim.

Tínhamos perdido a minha sogra em setembro do ano passado e 10 meses depois a foi a filha ter com a mãe!

Como deves calcular, está a ser muito difícil para o meu marido e para o meu sogro que tem sido internado com alguma frequencia.

Mas, enfim, é a vida!

Orfã, ficou a minha sobrinha com 9 anitos e fica em pânica cada vez que alguém está doente!!!!

Bjs e força para a tua cunhada.